Menu fechado

Dicas para escrever bem

Para quem quer escrever um livro, roteiro, tese ou trabalhar com a produção de qualquer tipo de conteúdo editorial, dominar a língua portuguesa é condição obrigatória para alcançar êxito. Independentemente da sua área de atuação profissional, o uso correto da norma culta é muito importante.

Afinal, na história escrita, a entonação é dada pelo leitor, não pelo narrador. Por isso, há uma diferença sutil entre a história falada, escrita e a forma que isso se dá. Ainda assim, a alta frequência de erros de português reflete os sérios problemas da base educacional do brasileiro. Além disso, o baixo índice de leitura acarreta falta de familiaridade com a escrita, contribuindo ainda mais para aumentar o problema.

O fato é que quem lê pouco – e escreve de forma mecânica – está mais suscetível a “atropelar” alguns preceitos básicos da língua. Portanto, é sempre válido aperfeiçoar a escrita para melhorar as suas estratégias de comunicação. Comece o ano com essa meta e você vai ver que ganhará muito com isso!

Defina seus interesses, estabeleça o melhor horário para se dedicar e dê uma lida nas dicas que preparamos!

Pratique! Procure ter o hábito de escrever, pois assim vai ganhar mais experiência sobre o uso correto da pontuação, verbo, uso de pronomes, conectivos, concordância e regência, uma vez que a prática enriquece o vocabulário.

Leia! A leitura vai ajudar a gerar uma percepção bem mais aguçada das sentenças. Ela também contribui para aumentar o domínio sobre a escrita e pensar na sequência início-meio-fim. A prática da leitura vai tornar você cada vez mais eficiente, para ir além. Acredite: é impossível escrever bem se você não lê bem. Não será difícil descobrir tantos gênios ao alcance de um livro. Tanto nos clássicos da literatura brasileira quanto nos mestres da literatura mundial, a leitura sempre foi e é a responsável, não somente por melhorar o seu trato com o português, mas por revolucionar a sua mente ampliando o seu manancial de conhecimento! Aposte nos novos autores, assuntos do seu interesse, permita-se!

Para escrever bons livros, é preciso estudar o idioma! Basta uma falha na pontuação para alterar todo o sentido de uma frase e deixar o livro um tédio, por exemplo. Quanto mais desconectada e mal escrito ele for, mais difícil será cativar os leitores… Faça uma boa lista de livros e histórias e autores que aguçem seu interesse. Isso é um bom começo! Aliás, ao invés de apenas ler, fique atento à cadência das frases, às palavras, às referências e a toda a construção da trama. Nosso idioma é muito difícil. Por isso, aprenda a dominar todas as suas regras e sutilezas. Mas isso não é desculpa para escrever errado! Principalmente para quem pretende viver da escrita. Afinal, histórias bem escritas serão as mais lidas, claro!

8 Comentários

  1. Carlos Alberto Neves Fonseca

    Gostei do texto e além de tudo, muito prático. Mas numa obra
    literária, pelo que aprendi na universidade, que as falas das personagens, dependendo do estilo da obra, devem ser como falam na realidade, isto é, a linguagem usada no cotidiano e só o narrador é quem deve usar a linguagem clássica, um português correto.

  2. Henedino Pereira

    Bom dia! muito boa esta sugestão. Eu sempre gostei de ler e escrever, deixar registrado minhas ideias. Eu leio muito, pelo menos um livro por mês, gosto muito de histórias de civilizações, romances dramas e outros. Tenho os meus autores preferidos. Acredito que quem lê muito acaba adquirindo desejo de escrever pelo menos uma história. Tenho registrado em meus arquivos várias histórias….
    Henedino Pereira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat